DEPOIMENTO: ROMILZA MEDRADO – UMA VIDA DE LUTA CONTRA O CÂNCER!

10745044_352591914900122_2143021846_n

Bem, para falar de quase 27 anos na luta pessoal contra cânceres, dos quais dois, foram de mama, bi lateral, gostaria de compartilhar com vocês, alguns sentimentos, conhecimentos e vivências, porque, também fundei uma entidade que cuida de pacientes com câncer há mais de 40 anos.

Pois bem, quando uma pessoa é acometida de câncer há um grande impacto não só sobre ela, mas também entre os que lhe são próximos, e todos são acometidos de uma espécie de “síndrome do câncer”. Nessa ocasião todos se lembram de alguém saudável e alegre que, após um diagnóstico de câncer, faleceu em meio a muito sofrimento.

O câncer lembra a “morte”, e a “morte” é o fim da vida, ou pelo menos, desta vida, como acreditam os espiritualistas de quase todos os credos. Na verdade, embora seja a “morte” a nossa única certeza, ninguém se sente confortável falando sobre ela e nunca está preparado para enfrentá-la.
O câncer ainda constitui um tabu, sendo esta palavra pronunciada à meia-voz ou através dos mais diversos pseudônimos, como “CA”, “tumor maligno”, ou “aquela doença”, e o paciente é sempre poupado de ouvi-la para que sejam evitados maiores constrangimentos…

Outro detalhe que atormenta a vida de muita gente diz respeito ao fator surpresa. A falta de sintomas iniciais pode acarretar um diagnóstico, quase sempre tardio que muitas vezes inviabiliza a cura, embora saibamos que, diagnóstico precoce e tratamento em tempo real, traz chances de mais de 90% de cura.

Continuar lendo

Anúncios

RADIOTERAPIA NO CÂNCER DE MAMA

Acabei de perceber que eu nunca havia postado sobre radioterapia aqui – um dos assuntos que mais me perguntam! Então, peguei o post que eu já tinha feito para o meu outro blog, o Mulherzinha, e dei uma repaginada!
Acho que não é nada mais que minha obrigação em fazer esse post para vcs e para todas as pessoas que vão passar pelo tratamento. Acho que depois de ter tido câncer de mama, uma das minhas missões é ajudar e alertar, como venho tentando fazer.Uma das coisas que mais acontece com quem está passando pelo câncer é o medo do desconhecido. Eu tive e, por isso, resolvi fazer esse post bem detalhado.Logo antes da radioterapia, me bateu uma curiosidade grande sobre como era o processo e como o peito iria ficar. Pesquisei na internet e encontrei muito pouca informação, principalmente no que diz respeito ao aspecto do peito.Não quero assustar ninguém, mas acho que é bem melhor estar ciente de tudo que vai acontecer do que ou vir versões “suaves” como as quais os médicos me passavam. É muito provável que as reações variem de pessoa para pessoa, então é importante deixar claro que tudo aqui aconteceu COMIGO. As pessoas me falavam “a rádio é super tranquila, bem melhor que a quimio!”. Ela pode até ser melhor que a quimio, mas não é tão tranquila assim. O que posso dizer? Dos males, o menor.

O processo é o seguinte:

Continuar lendo