DEPOIMENTO: PAT FRANÇA GOMES

“O que não me mata, só me fortalece”

Sempre que penso em dar um depoimento sobre o câncer de mama que tive, confesso que fico um pouco constrangida em relação a outras mulheres que passaram por situação pior do que a minha.

Diante do diagnóstico precoce, da minha idade na época (46 anos) e características do tumor, o tratamento sugerido foi a quadrandectomia, 30 sessões de radioterapia e uso do tamoxifeno por 5 anos. Não precisei fazer a “tão assustadora” quimioterapia. Com isso, não enfrentei os enjoos, a queda de cabelo e outros tantos efeitos colaterais desse tratamento. Continuar lendo